.feed-links{display:none !important;}

terça-feira, 21 de julho de 2015

French Knight 1350

Essa é uma figura da Andrea Miniatures de 2002... Como é uma figura antiga tem algumas falhas na escultura principalmente no rosto.

Eu quis representar com esse Cavaleiro Frances a Batalha de Crecy, que teve lugar em 26 de agosto de 1346, foi o primeiro grande confronto da Guerra dos Cem Anos, entre os exércitos de Filipe VI, da França, e Eduardo III, da Inglaterra, que terminou com a vitória dos ingleses. Ali foram utilizados os primeiros canhões.

Seguem as Fotos:







quarta-feira, 24 de junho de 2015

De Girona a um curso em Brasília em 5 min.

No meu primeiro post quero partilhar sobre o curso internacional realizado aqui em Brasília em maio.

Essa conversa começou em setembro de 2014, quando estive na Espanha e pude participar do concurso de Girona.

Ir em Girona foi a realização de um sonho. Estar junto aos “grandes” maestros da pintura de miniaturas. Pessoas que, para mim, são como super-heróis. Todos ali na minha frente em carne e osso, todos sentados a mesa conversando comigo, mostrando seus trabalhos, que eu antes só apreciava por fotos de revista ou internet. Foi algo difícil de descrever, para entender só mesmo vivendo essa fantástica experiência.

Estação de trem - Girona

Román Navarro e Alex Cortina 
Fernando Ruiz
Nesses concursos existem as demonstrações, onde os artistas mostram, para meros mortais como eu, uma parte minúscula de seu talento.

E foi assim que assistindo, a demo de construção de  terrenos com  Alfonso Prado, até então um artista desconhecido para mim. Presenciei uma apresentação formidável. Fiquei tão curioso que fui procurar os trabalhos dele na exposição. Surpresa! O que vi realmente me surpreendeu! Uma técnica impressionante de freehand e uma transição (degradê) fenomenal.

Demostração de terreno do Alfonso em Girona 2014 
Com o meu péssimo espanhol puxei conversa e ele logo soltou: “Puede hablar en português. Entiendo muy bien!”. A Conversa foi rápida, mas de muito proveito e encerramos com uma promessa minha de trazê-lo ao Brasil para ministrar um curso por aqui. Para mais uma surpresa ele respondeu: “muy bien lo haré seguro!”

Falamos muito pelo Facebook. Eu, como sempre, super empolgado daqui, e sentia que ele também estava animado de lá. Depois de muito papo conseguimos fechar o primeiro curso internacional aqui em Brasília, com Alfonso Prado! Depois foi só ajustar os detalhes e esperar o grande dia!

Alfonso tem uma técnica muito peculiar. Algo que ele desenvolveu com os anos de pintura. Mas, acima de tudo, se mostrou uma pessoa de incrível humildade. Durante o curso explicou, mais de uma vez, detalhes de tudo, sem segredos.






video

Entre muitas coisas, aprendemos como fazer terreno, freehand. Enfim, foram três dias intensos. Aproveitei para rever os amigos de pintura, trocar ideias e, claro, pintar muito! Um Curso como deve ser: amigos, conversa, comida e pintura!
 
Os amigos da esquerda pra direita (Alaerte, Leamdro, Alfonso, Cris, André, Rafael e Barsa)
Deixo aqui meu agradecimento à todos que compartilharam o desejo de trazer o Alfonso ao Brasil. Meu, mais sincero, muito obrigado! Agradeço também ao amigo André, com quem dividi as tarefas de organização do curso. Penso que fizemos um bom trabalho.

Em especial, é claro, meu agradecimento ao Alfonso Prado, que, por meio de uma singela conversa de cinco minutos, se dispôs a sair da Galícia e vir ao Brasil. Muito mais do que aprender novas técnicas, ganhei um novo e grande amigo!

Que venham os próximos cursos!

Até a Próxima.